(PORT).CARREIRA DA INDIA E O CORSO NEERLANDES, A

 
9789898219398: (PORT).CARREIRA DA INDIA E O CORSO NEERLANDES, A
Vedi tutte le copie di questo ISBN:
 
 

Depois da viagem de Vasco da Gama em 1497-1499, os portugueses montaram depressa uma ligação marítima regular à Ásia, que passou à história durante três séculos sob o nome de Carreira da Índia. Os conflitos ultramarinos ibero-neerlandeses tiveram efeitos muito graves, sobretudo para os portugueses durante a Monarquia Dualista Hispânica de 1580 a 1640. As Províncias Unidas criaram duas grandes companhias monopolistas coloniais, em 1602 a Companhia das Índias Orientais (VOC) e em 1621 a Companhia das Índias Ocidentais (WIC), que se revelaram inimigas temíveis dos portugueses. O corso e as conquistas coloniais destas companhias afirmaram-se quase sempre a custas das posições lusitanas, compostas por uma rede colonial e mercantil demasiado extensa e de difícil defesa, que concorria com os recursos portugueses desviados para outras áreas de interesse do soberano espanhol. A luta causou uma série de perdas territoriais portuguesas de vulto, nomeadamente em S. Jorge da Mina, Mombaça, Ormuz, Muscate, Ceilão, Cochim, Cananor, Calecute, Chaul, Negapatão, S. Tomé de Meliapor, Malaca, Celebes, Mangalor, Molucas, e sobretudo no Brasil e Angola. Numerosos foram os navios perdidos pelo corso implacável neerlandês, particularmente 1598 a 1625, principal tema abordado nesta obra.

Le informazioni nella sezione "Riassunto" possono far riferimento a edizioni diverse di questo titolo.

I migliori risultati di ricerca su AbeBooks

Foto dell'editore

1.

Andre Murteira
Editore: Tribuna De Historia, N/A (2012)
ISBN 10: 9898219394 ISBN 13: 9789898219398
Nuovo Paperback Quantità: 1
Da
The Book Depository
(London, Regno Unito)
Valutazione libreria

Descrizione libro Tribuna De Historia, N/A, 2012. Paperback. Condizione: New. Language: Portuguese. Brand new Book. Depois da viagem de Vasco da Gama em 1497-1499, os portugueses montaram depressa uma ligação marítima regular à Ásia, que passou à história durante três séculos sob o nome de Carreira da Índia. Os conflitos ultramarinos ibero-neerlandeses tiveram efeitos muito graves, sobretudo para os portugueses durante a Monarquia Dualista Hispânica de 1580 a 1640. As Províncias Unidas criaram duas grandes companhias monopolistas coloniais, em 1602 a Companhia das Índias Orientais (VOC) e em 1621 a Companhia das Índias Ocidentais (WIC), que se revelaram inimigas temíveis dos portugueses. O corso e as conquistas coloniais destas companhias afirmaram-se quase sempre a custas das posições lusitanas, compostas por uma rede colonial e mercantil demasiado extensa e de difícil defesa, que concorria com os recursos portugueses desviados para outras áreas de interesse do soberano espanhol. A luta causou uma série de perdas territoriais portuguesas de vulto, nomeadamente em S. Jorge da Mina, Mombaça, Ormuz, Muscate, Ceilão, Cochim, Cananor, Calecute, Chaul, Negapatão, S. Tomé de Meliapor, Malaca, Celebes, Mangalor, Molucas, e sobretudo no Brasil e Angola. Numerosos foram os navios perdidos pelo corso implacável neerlandês, particularmente 1598 a 1625, principal tema abordado nesta obra. Codice articolo ARN9789898219398

Informazioni sul venditore | Contattare il venditore

Compra nuovo
EUR 26,60
Convertire valuta

Aggiungere al carrello

Spese di spedizione: GRATIS
Da: Regno Unito a: U.S.A.
Destinazione, tempi e costi
Immagini fornite dal venditore

2.

Andre Murteira
Editore: TRIBUNA DE HISTORIA (2012)
ISBN 10: 9898219394 ISBN 13: 9789898219398
Nuovo Quantità: 5
Da
Imosver
(PONTECALDELAS, Spagna)
Valutazione libreria

Descrizione libro TRIBUNA DE HISTORIA, 2012. Condizione: Nuevo. Depois da viagem de Vasco da Gama em 1497-1499, os portugueses montaram depressa uma ligação marítima regular à Ásia, que passou à história durante tr s séculos sob o nome de Carreira da Índia. Os conflitos ultramarinos ibero-neerlandeses tiveram efeitos muito graves, sobretudo para os portugueses durante a Monarquia Dualista Hisp nica de 1580 a 1640. As Províncias Unidas criaram duas grandes companhias monopolistas coloniais, em 1602 a Companhia das Índias Orientais (VOC) e em 1621 a Companhia das Índias Ocidentais (WIC), que se revelaram inimigas temíveis dos portugueses. O corso e as conquistas coloniais destas companhias afirmaram-se quase sempre a custas das posições lusitanas, compostas por uma rede colonial e mercantil demasiado extensa e de difícil defesa, que concorria com os recursos portugueses desviados para outras áreas de interesse do soberano espanhol. A luta causou uma série de perdas territoriais portuguesas de vulto, nomeadamente em S. Jorge da Mina, Mombaça, Ormuz, Muscate, Ceilão, Cochim, Cananor, Calecute, Chaul, Negapatão, S. Tomé de Meliapor, Malaca, Celebes, Mangalor, Molucas, e sobretudo no Brasil e Angola. Numerosos foram os navios perdidos pelo corso implacável neerland s, particularmente 1598 a 1625, principal tema abordado nesta obra. Codice articolo 0010037395

Informazioni sul venditore | Contattare il venditore

Compra nuovo
EUR 17,24
Convertire valuta

Aggiungere al carrello

Spese di spedizione: EUR 19,00
Da: Spagna a: U.S.A.
Destinazione, tempi e costi